Resenha Uma Mulher Livre Danielle Steell

outubro 28, 2016

A Resenha de hoje é sobre minha última leitura, uma daquelas que te surpreende sabe, pois é, já tinham me dito que eu iria gostar muito da maneira como a autora desse livro escreve e sinceramente amei, já adianto que a resenha tem alguns spoilers, espero que gostem!

Sinopse:Dos deslumbrantes salões de baile de Manhattan para os horrores da Primeira Guerra Mundial, Danielle Steel nos leva para um mundo fascinante de uma jovem de espírito indomável. Nascida numa vida de luxo e glamour, Annabelle Worthington carrega o sobrenome, e a nobreza, de uma das famílias mais influentes de Nova York. Até que, num dia cinzento de abril, o Titanic afunda, levando junto o seu mundo. Seus pais e seu irmão mais velho estavam na viagem inaugural do majestoso navio, e apenas sua mãe sobreviveu. Para tentar confortar seu coração, Annabelle se voluntaria para trabalhar em um hospital, ajudando a cuidar dos enfermos, onde descobre sua verdadeira vocação. E, quando um homem nobre a pede em casamento, ela acredita que, enfim, voltará a ter dias felizes. Porém, novamente, o destino lhe prega uma peça, colocando-a no centro de um escândalo. Para fugir da tristeza que sua vida se tornou, ela vai para a Europa trabalhar no front da Primeira Guerra Mundial, ajudando a salvar os feridos. Na França, no auge do conflito, Annabelle consegue realizar um grande sonho: estudar medicina. O problema é que, mais uma vez, sua fé é colocada à prova, e ela precisará tentar retirar forças de uma grande tragédia se quiser renascer para uma nova vida. Com uma narrativa de tirar o fôlego e repleta de detalhes históricos, Danielle Steel nos apresenta uma de suas personagens mais fascinantes e singulares, e sua história inspiradora de dignidade, coragem e amor pela vida.

Annabelle Washington é muito jovem e está se recuperando de uma forte gripe quando seus pais e irmão embarcam em uma navio para uma viagem, ela garante a mãe que está bem e que eles poderiam ir tranquilamente já que tinham planejado essa viagem a muito tempo e não contava que a moça poderia adoecer. Algum tempo depois que sua família saiu para viagem Annabelle decidiu fazer coisas corriqueiras em sua casa, quando faltava poucos  dias para que sua família retornasse ela recebeu um forte e trágica noticia de que o navio em que estavam havia afundado, o Titanic era um dos maiores e mais luxuosos navios de todos os tempos, ninguém jamais imaginava que ele poderia afundar. Annabelle buscou noticias imediatamente no centro da cidade onde viviam e descobriu que apenas o nome de sua mãe estava na lista de sobreviventes, muito abadala ela não perdeu as esperanças de seu pai e irmão fossem resgatados, aguardou com muita angustia e foi informada que os sobreviventes chegariam em outro navio o Carpathia, na data mencionada Annabelle foi buscar sua mãe, nesse momento ela já havia entendido que pai e irmão estavam mortos.

Consuelo uma mulher forte foi ao encontro de sua filha muito abalada vestida ainda com roupas que pegou emprestado, retornaram pra sua mansão  na quinta avenida em Nova York, a missão da jovem moça era cuidar de sua mãe a partir de agora, seria um período de muita tristeza e sentimento de perda irreparável, ela se dedicava a mãe e tratava feito uma criança preocupava com seu estado de abatimento, e sofria em silêncio pela perda do pai e de seu irmão. 




Nos dias seguintes o luto foi tomando conta das mulheres daquela casa e ele duraria um ano conforme a regras da sociedade onde viviam, Consuelo aos poucos melhorou e ela e a filha foram prestar serviço voluntário em um hospital, Annabelle adorava trabalhar e ajudar os necessitados sempre teve fascínio pela medicina mais nunca ousou comentar isso com a mãe, os planos de Consuelo para filha era de um casamento, filhos e uma família feliz. Durante o período de luto elas receberam visitas de amigos da família e um deles se chamava Josiah um homem já mais velho que trabalhava no banco do pai de Annabelle, e o pai dela gostava muito de Josiah, ele começou a visita-las com frequência sendo sempre muito educado e cordial, Consuelo gostava muito dele e insinuava a filha que ele lhe daria um belo marido, já Annabelle nem sonhava com essa possibilidade ela via em Josiah uma amizade sincera mais nada além disso.


O tempo passou e Josiah resolveu conversar com Consuelo, disse a viúva que estava interessado em Annabelle mas gostaria de esperar o luto passar e ela fazer aniversário para pedir a mão da jovem, porem gostaria da aprovação da mãe antes, ele a obteve, Consuelo gostava muito de Josiah via como ele e sua filha se davam bem e tinham certeza de que ela seria um ótimo marido para ela, após o luto ele pediu a mão de Annabelle e ela muito surpresa aceitou. 

Eles formavam um lindo casal, o casamento foi majestoso e todos ficaram feliz por eles, ela continuou  prestando serviço comunitário, Josiah sabia da paixão de sua mulher pela medicina e de sua vontade de apreender, presenteava sempre que podia com livros novos sobre o assunto, ele tinha uma amigo muito querido Harry que se tornou amigo de Annabelle também e tudo que faziam ele estava presente, depois de seis meses de casado as cobranças por filhos começaram e a jovem já não tinha mais desculpas para dar as pessoas, a relação dela com o marido era pura e de uma amor sincero, mais ele nunca a tocou o que fazia a moça achar que havia algo errado com ela.


Consuelo acabou pegando pneumonia e não resistiu Annabelle novamente estava de luto porem dessa vez ela percebeu que era órfã e que a unica pessoas que restou foi seu marido, depois de meses após a mãe ter falecido Annabelle foi chamada por Josiah que disse que precisava conversar com ela já fazia dois anos agora que estavam juntos, ele tristemente lhe contou os motivos pelos quais nunca a tocou, Josiah era apaixonado por Harry e mantinha um caso com ele, os dois tinham a mesma doença sífilis.


Então explicou a Annabelle que a amava e muito porém não sentia por ela o desejo que sentia por homens e que descobriu a pouco tempo a doença e não queria contamina-la decidiu que iria embora com Harry viver seus últimos dias da melhor maneira possível, ela não podia acreditar no que ouvia e se preocupou muito com o estado de saúde de seu marido traidor, ela o amava, e não queria que ele fosse embora, mas a decisão já tinha sido tomada, pouco tempo depois chegou os papéis do divorcio e como Annabelle não quis lhe conceder o divórcio ele solicitou por adultério, Josiah imaginou que estaria fazendo o melhor para ela porém naquele tempo e naquela sociedade em que viviam uma mulher que é vista como adultera é excluída e julgada, e este não era o caso de Annabelle.

Todos que um dia ela conheceu lhe deram as costas quando souberam da noticia, a julgavam como traidora, a isolaram, e condenaram a uma vida de sofrimento sem fim e solidão, até sua melhor amiga Hortie deu as costas para ela, a jovem estava sozinha, sem família sem marido e excluída de uma forma dolorosa demais para suportar porém ela não podia revelar a verdade de seu ex marido, que ele era o verdadeiro traidor e doente, ela queria manter a imagem de Josiah  porque o amava.


Então decidiu sair de Nova York e procurar um local onde só trabalhava mulheres prestando serviço em paris, cuidando de jovens soldados que estava na guerra, ali onde morava já não tinha mais nada para ela, foi seguir sua jornada firme, mais de coração partido por muitos, ela pegou as recomendações do médico do hospital onde trabalhava em sua cidade e uma carta dizendo que ela era a melhor auxiliar que ele já teve, o que era a mais pura verdade pois se dedicava  dia e noite aquele lugar, foi aceita na equipe e já sabia o que estava por enfrentar aquilo ali era diferente eles estavam em guerra, ela trabalhava muito, e não se queixava era o que queria fazer, sempre ajudando e disposta a qualquer coisa, um médico percebeu sua dedicação e a estimulou a estudar em uma escola de medicina. 


Annabelle nem podia acreditar que um dia conseguiria tal feito, e assim aconteceu ela foi pra escola de medicina indicada por este médico que ela jamais esqueceria cursou um ano lá e foi feliz conquistou alguns amigos novos todos homens ela era a unica mulher, não se abateu diante de nenhuma dificuldade que encontrou e era uma das melhores  da escola pra não dizer a melhor, quando completou um ano de estudos o governo de paris solicitou que os estudantes ajudassem no front a guerra estava a todo vapor e eles precisavam muito de ajuda médica, milhares de vidas já haviam se perdido, obviamente ela se candidatou deixando os estudos trancados até que voltasse, foi ajudar novamente mais em outro lugar um bem mais perigoso do que havia trabalhado antes, e lá ela continuo sua dedicação imaginou que quando acabasse conseguiria se formar como médica e que tudo seria melhor, mais a jovem estava enganada seu sofrimento parecia não ter fim.

Este ano li vários livros mais nenhum se comparou ao que senti ao conhecer está história, a força que nossa protagonista possui é de admirar qualquer pessoa,viver tudo que ela viveu é algo que não se imagina com facilidade, o que me chamou a atenção em relação a autora é o fato de se manter sempre na realidade, ela não menciona em sua história coisas fantasiosas, amores avassaladores e sim a realidade, uma visão real da vida de uma mulher que passou por situações que muitas mulheres passam ou já viveram antes, cinco estrelas para Uma Mulher Livre um dos melhores livros que já li até agora.


Romance | 294 Páginas | Skoob | Compare & Compre: Submarino • Saraiva •Amazon| Classificação:

Voce Também Pode Gostar

3 comentários

  1. Fico extremamente contente que tenha escrito uma resenha dessas, eu não conhecia o livro e sei que seria uma ótima pedida, mulher livre com toda certeza ira para minha lista de desejados, ainda mais com a superação que ela terá ter e o jeito que todas a trataram.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Quando esse livro lançou eu fiquei bastante curiosa sobre ele. Mas confesso que com o passar do tempo perdi o interesse. Porém sua resenha está incrível e me deu curiosidade novamente.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Ola, tudo bem?
    Achei a premissa do livro muito interessante, fiquei com muita pena de Annabelle mas parece que ela conseguiu se reconstruir depois de tudo.
    Gostei muito da sua resenha!
    Beijos, Larissa (laoliphant.com.br)

    ResponderExcluir